joomla templates top joomla templates template joomla

20170721 apresentação candidatos santo antónio dos olivais

Intervenção de Inês Carvalho, 1ª Candidata à Assembleia de Freguesia de S. António dos Olivais:

No convite que usámos para divulgar a iniciativa de apresentação dos membros da lista da CDU candidata à Assembleia de Freguesia de Santo António dos Olivais escrevíamos no final, em tom de repto e apelo “Traz um vizinho também!” Assumimos com isso o património de uma luta que foi é feita também de canções e roubando ao Zeca umas palavras transformámos um verso sem lhe mudar o sentido. Podem perguntar-nos se faz sentido falar de vizinhos ou de relações de vizinhança numa freguesia com cerca de 36 000 eleitores. Com dimensões e densidade populacional equiparáveis às de muitos concelhos deste país.

Achamos, na CDU, que sim, que faz sentido falar de vizinhos quando temos como objectivo a qualidade de vida das pessoas que vivem e trabalham na freguesia, que nela se deslocam, que nela procuram os serviços e os equipamentos que satisfazem as suas necessidades, que nela usam o tempo livre. Porque falar de vizinhos é desde logo olhar para o espaço público como lugar de encontro, de luta, de convívio, de construção de identidade, de cidadania activa.

(…)

Por isso, um dos desafios que tínhamos na constituição desta lista era encontrar um conjunto de pessoas que pudesse dar conta das diferentes realidades, actividades e relações com este território. Dizemos com orgulho que o conseguimos fazer

(…)

Esta é uma lista composta por pessoas com os sentidos alerta, com a vivência que sabe do que mais precisa para viver melhor, do Tovim à Solum, do Casal do Lobo ao Vale das Flores, da Quinta da Fonte ao Bairro Norton de Matos, de São Sebastião à Quinta da Maia, entre outros.

Gente de trabalho, alguns com experiência no movimento sindical, na luta mais transformadora de todas que é a luta de classes;

Gente que pela sua profissão pode dar contributos especializados em áreas específicas;

Gente de todos os sectores profissionais, da hotelaria ao comércio, da educação, da saúde, da prática dos tribunais e das causas justas;

Gente independente que não estando filiada em nenhum dos partidos que integram esta coligação, assume com esta candidatura um gesto de cidadania profundamente comprometida;

Gente das comissões de utentes de serviços públicos, nomeadamente dos transportes, luta da qual não abdicaremos;

Gente de associações de moradores, de bairros camarários e de bairros não camarários;

Gente do associativismo, da cultura, profissional e amadora que tem na sua prática bem presente o potencial emancipador e transformador do teatro, da música, da dança e do livro;

Gente de todas as idades, porque novos e velhos, uns com os outros, estamos sempre a aprender.

Gente ligada à vida, bem o podemos dizer!

Inês Carvalho, advogada

Francisco Sobral Henriques, professor aposentado

Alfredo Campos, sociólogo, professor na FEUC

Maria João Pimenta, empregada de escritório

João Miranda, professor na FLUC

Mário Ferreira, empregado da hotelaria

Rita Grade, bailarina

Alberto Peliz, advogado

Ágata Simões, advogada

Lourenço Pinto, empregado da hotelaria reformado

Vasco Paiva, engenheiro florestal

Isaura Madeira, professora

João Abrantes, engenheiro técnico agrário

António Tejo, bancário reformado

Filipa Cação, trabalhadora do centro de contacto PT

Celeste Moura, técnica superior

Deolindo Pessoa, médico

Lurdes Sousa, assistente social

Ofélia Libório, educadora de infância

Fábio Fernandes, arqueólogo

Luísa Machado, reformada

Mário Almeida, administrativo

João Flórido, engenheiro electrotécnico aposentado

Vânia Amaral, assistente de consultório

António Rocha, motorista

Isabel Carvalho, secretária

Fernando Lucas, assistente administrativo

António Bizarro Almeida, operário reformado

Eurídice Rocha, professora

António Oliveira, gráfico reformado

João Rui Neto, analista informático reformado

Manuela Castro, editora livreira

João Queirós, animador socio-cultural

Eduardo Oliveira, motorista

Otília Cabral, empregada de escritório reformada

Cristina Branco, empregada de escritório

João Malta, fiel de armazém reformado

Carlos Viana, bancário reformado

Lançamos hoje um inquérito público disponível até 15 de Agosto na internet, que pretende recolher as preocupações, ideias e propostas de todos os que entendam fazê-las chegar à CDU e que pretendemos que contribuam para uma elaboração participada do programa da CDU para a Freguesia.

(…)

Há muitas e boas razões que distinguem a CDU das outras forças. Sublinhamos três que determinam a forma como nos apresentamos, como nos dirigimos aos cidadãos e como desempenharemos todas e quaisquer responsabilidades que os eleitores nos entendam atribuir:

- a participação das populações, porque na CDU a democracia representativa não esgota nem substitui a democracia participativa;

- a defesa intransigente dos serviços públicos;

- o compromisso de não ser beneficiado nem prejudicado no exercício de cargos públicos, implicando o afastamento de quaisquer vantagens financeiras ou outras.

Que nos desculpem as outras candidaturas, mas a CDU é a única que pode orgulhar- se de juntar todas as estas garantias. Por isso, a responsabilidade que sentimos é tão grande como a confiança com que a encaramos.

Viva a CDU!

20170426 exposição mais direitos mais futuro não à precariedade

 

20170222 coimbra em debate por uma vida melhor

 

20170222 coimbra em debate por uma vida melhor cultura democracia

 

20170429 APRESENTAÇÃO CANDIDATOS COIMBRA

 

20170210_ramal_da_lous_cumpra-se_o_aprovado.png

20170100_mupi_mais_direitos_mais_futuro_nao_precariedade_1.jpg

20170100_mupi_mais_direitos_mais_futuro_nao_precariedade_2.jpg

20160910_universidade_fundao.jpg