joomla templates top joomla templates template joomla

sinaescola.gifElementos da Concelhia de Coimbra do PCP estiveram na EB1 do Dianteiro para se inteirarem, junto do representante da Associação de Pais, da denúncia, que tem vindo a público em diversos órgãos da comunicação social, face à qualidade do serviço de refeições prestado pela Fundação Beatriz Santos bem como da inexistência da componente de apoio à família.

Em relação ao serviço de refeições o PCP reafirma a sua posição assumida por diversas vezes na Assembleia Municipal - cumpre ao departamento de Educação e Acção Social fiscalizar este serviço, na salvaguarda da qualidade das refeições servidas aos alunos, pelas diversas entidades, com as quais a Câmara Municipal de Coimbra contratualiza o serviço. É entendimento do PCP que cabe também à Câmara Municipal avaliar a capacidade de resposta e a qualidade com que as diversas entidades Privadas – Fundações, IPSS, ou outras – com quem estabelece Protocolos para o fornecimento de refeições e para as AEC’s (Actividades extra-curriculares).

No que respeita a esta vertente, componente de apoio à família, os pais dos alunos da EB1 do Dianteiro esperavam que, dando continuidade ao serviço prestado pela Fundação Beatriz Santos no ano lectivo anterior, o mesmo se verificasse este ano, pois do contrário não foram informados. Verificaram no primeiro dia de aulas – 13 de Setembro – que as crianças da EB1 do Dianteiro ficam desde as 17.30h até às 19h sozinhas, no recreio do espaço escolar, entregues a si próprias…foi com este cenário que os pais se depararam.

No que respeita à questão específica da componente de apoio à família no 1º ciclo, a mesma decorre do Despacho nº14460/2008 de 26 de Maio, o mesmo que institucionaliza as AEC’s mas que nesta matéria é vago, dispersos nas responsabilidades de quem promove sendo que não está previsto nenhum financiamento da parte do Governo para este serviço na escola pública.

Neste contexto o PCP contactou o Departamento de Educação e Acção Social da Câmara Municipal de Coimbra. Fomos informados que o papel da Autarquia é de mero “mediador” procurando que, numa lógica de continuidade, a mesma instituição que fornece as refeições e promove as AEC’s faça, com o seu pessoal, a componente de apoio à família.

O PCP entende que este exemplo da EB1 do Dianteiro é a prova de que a tão proclamada “escola a tempo inteiro” que o Governo PS vem defendendo, é afinal uma falsa realidade pois a componente de apoio à família na escola pública do 1º ciclo não existe. Tem de ser paga pelos pais na totalidade como se os seus filhos estivessem num qualquer ATL privado.


A Comissão Concelhia de Coimbra do PCP vai fazer chegar esta matéria aos seus Deputados na Assembleia da República, para que se questione o Governo sobre a regulamentação necessária à efectiva concretização da componente de apoio à família nas escolas do 1º ciclo.

20180305 97 aniversário do PCP

 

20180100 mupi obra hidroagrícola do mondego

 

20180100 Breve Curso da História do Capitalismo

 

20180203 jantar regional com jerónimo de sousa

 

20170210_ramal_da_lous_cumpra-se_o_aprovado.png

20170100_mupi_mais_direitos_mais_futuro_nao_precariedade_1.jpg

20170100_mupi_mais_direitos_mais_futuro_nao_precariedade_2.jpg

20160910_universidade_fundao.jpg