joomla templates top joomla templates template joomla

 

20130402_reunio_trabalhadores_dos_ctt.jpg

 

Uma delegação da CDU, com o candidato da CDU à Câmara Municipal de Coimbra, Francisco Queirós, reuniu com o Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações. Em cima da mesa estiveram as preocupações quanto ao possível encerramento do Centro de Distribuição Postal de Taveiro e a descaracterização do serviço postal com o encerramento de muitas estações de correio.

O CDP de Taveiro tem cerca de duas centenas de trabalhadores que temem pela destruição de postos de trabalho. Na reunião os representantes do SNTCT denunciaram que se preparam para transferir uma parte do serviço postal para CDP de Lisboa e Porto. O objectivo é o de esvaziar progressivamente este Centro de Distribuição, redução de postos de trabalho, com o objectivo de privatizar os CTT. Para o dia 15 de Abril estará previsto o fim do tratamento do correio de maior dimensão, e no final de Abril do correio normal no CDP de Taveiro.

Os dirigentes sindicais alertaram ainda para as alterações nos métodos de organização do giros que, com o objectivo de redução de postos de trabalho, levam à deterioração do serviço postal. Na calha estará uma nova vaga de encerramento de 230 estações a nível nacional.

 

Estes encerramentos não podem ser desligados da política dos sucessivos governos PS, PSD e CDS que visa privatizar este importante serviço. A privatização terá efeitos nefastos para serviço postal. Degradação do serviço postal e destruição do seu carácter universal; Encerramento de estações, dificultando o acesso aos serviços; Distribuição não diária do correio a todos os domicílios; Aumento das tarifas, aplicação do princípio de «quem quer correios, paga-os», ou seja, ficaria comprometido o direito de todos os cidadãos pagarem o mesmo preço pelos serviços, independentemente da região onde residem; Perda de receitas para o Estado (deixam de transferir os lucros para o Estado e aumentam a fuga ao pagamento de impostos); Lucros para os bolsos do grande capital nacional e estrangeiro.

Os CTT são uma empresa que presta serviços de utilidade pública, designadamente no estabelecimento de ligações físicas e electrónicas entre os cidadãos, com destaque para a concretização do serviço postal universal. Embora não seja uma empresa financeira, movimenta anualmente, verbas avultadíssimas. Possui a maior rede de balcões comerciais do País. Em 2008, possuía activos na ordem dos 1300 milhões de euros e teve um volume de negócios de 844,7 milhões de euros e lucros de 46,5 milhões de euros. Empregou cerca de 16 mil trabalhadores.

O PCP questionou o governo na Assembleia da República sobre estas matérias. A CDU comprometeu-se a levantar o problema nos órgãos municipais e a apelar à luta das populações contra a descaracterização do serviço postal. É necessário pôr fim ao processo de privatizações e das parcerias público-privadas, afirmando o interesse nacional em sectores básicos e estratégicos como são os Correios. Os Correios são um serviço essencial à coesão nacional, não podem ser privados!

20180305 97 aniversário do PCP

 

20180100 mupi obra hidroagrícola do mondego

 

20180100 Breve Curso da História do Capitalismo

 

20180203 jantar regional com jerónimo de sousa

 

20170210_ramal_da_lous_cumpra-se_o_aprovado.png

20170100_mupi_mais_direitos_mais_futuro_nao_precariedade_1.jpg

20170100_mupi_mais_direitos_mais_futuro_nao_precariedade_2.jpg

20160910_universidade_fundao.jpg